Culinária Tradicional Pratos quentes Programa TV Receitas "Sem Culpa Nem Pecado"

Receita de base vegetal. Salsichas com Couve Lombarda.

Esta receita é uma nova abordagem das nossas tradicionais salsichas de porco com couve lombada. Nesta receita damos vida a salsichas de feijão, e trazemos para a receita cereais integrais, mais vegetais e claro maravilhosas especiarias. Dando assim uma oportunidade às leguminosas e vegetais, que passam a ser o elemento estrela do nosso prato. Quem vai querer experimentar esta receita, com tanta tradição, e que nos traz tão boas recordações?

Esta receita dá destaque a uma vasta variedade de vegetais que são a base do nosso refogado mas também das nossas Salsichas que ensino a fazer no meu novo programa “Á Roda da Alimentação Sem Culpa Nem Pecado” este Sábado às 17h30 na Globo! Alguma vez pensaram em fazer Salsichas de feijão e aveia? são divinais! e tão simples. A couve lombada vamos transformar em trouxas, repletas de textura e vão ser um dos elementos centrais da nossa receita! E ainda … vamos dar grande destaque às especiarias – a paprika fumada e os cominhos que nos vão remeter para os sabores que tão bem recordamos deste prato que é tradição! Como gordura boa? claro, e como não podia deixar de ser, temos o nosso azeite!

Para compreenderem a transformação que vai acontecer na nossa cozinha vão mesmo ter que ver o programa! E já sabem, se querem acompanhar o passo a passo, comprem já os ingredientes e vamos a isso 🙂 Este sábado Às 17h30 na Globo conto convosco na cozinha.

Receita:

Salsichas
6 c. sopa de azeite
250 gr de Feijão branco
1/3 taça de aveia integral (80gr)
1 cebola pequena (80gr)
3 dentes de alho (20gr)
1 tomate medio
1/4 pimento encarnado (sem sementes nem barriga)
2 e 1/2 c. Sopa de molho soja (ou tahine)
2 c. sopa de paprika fumada
1/2 c. chá de cuminhos
1/3 c. chá de pimenta Cayenne (ou 3 rodelas de malagueta sem sementes)
sal q.b. (não refinado)

Couve
10 folhas de couve lombarda
Agua para ferver

Refogado
1 cebola grande
3 dentes de alho
2 tomates medias
1 c.sopa de gengibre ralado
1/3 chávena de azeite

Preparação:
1. Lave e demolhe o feijão por 24h:
Para isso coloque numa taça com o triplo de água.
2. Descarte a água, volte a lavar e leve a cozer por 1h.
3. Quando cozido, coloque o feijão escorrido numa outra taça e reserve a água. 
Atenção: reserve a água que irá ser utilizada mais à frente.
4. Separe as folhas da couve e coloque-as em água a ferver até que amoleçam. Cerca de 10 a 15 minutos.
Atenção: é apenas para que enrolem na salsicha, ela vai cozer posteriormente.
5. Numa tábua pique todos os ingredientes do refogado e coloque-os numa panela grande – cebola e alho picados, gengibre ralado, tomate cortado em pedaços, e o sal. Deixe apurar por 15 /20 minutos.
6. Numa tábua pique a cebola, o alho, o gengibre e leve ao lume a refogar com o azeite. Deixe que ganhe cor e amoleça.
7. Adicione de seguida os restantes ingredientes – tomate picado, pimento picado, molho soja, e as especiarias – paprika fumada, cuminhos, pimenta Cayenne e sal. Envolva bem.
8. Coloque no processador o feijão cozido (e já escorrido) e a aveia. Ligue na velocidade máxima até obter uma pasta amolecida e junte aos restantes ingredientes da salsicha. Envolva muito bem, e deixe ao lume por uns minutos (cerca de 2 mn). Desligue e reserve.
9. Abra as folhas da couve lombada, adicione 2 c. sopa do preparação de salsicha e feche a folha da couve. Se faz uma trouxa ou enrola em salsicha é uma decisão sua!
10. Coloque as trouxas na panela, lado a lado.
11. Adicione agua até cobrir totalmente as salsichas.
12. Deixe em lume médio, com a tampa, até servir.
13. Experimente, rectifique temperos e sirva assim mesmo.

Sobre esta receita:

Ingredientes estrela:
– Salsichas de base vegetal: feijão e aveia.
– Vegetais
– Especiarias.

Evitamos o desperdicio:
– utilizo a água em que cozi o feijão como caldo para o nosso refogado, desta forma não desperdiço água, e reservo parte do nutriente e do sabor do feijão.
– utilizo os talos dos coentros para dar sabor ao meu refogado, evitando assim o desperdício de um ingrediente cheio de sabor e muitas vezes desperdiçado (por não ser tão “bonito” como as folhas).
-utilizo especiarias secas como a paprika fumada e os cominhos para darem vida e personalidade às minhas salsichas.

Damos muita importância á sustentabilidade:
Tento sempre que possível comprar as minhas leguminosas secas e a granel, de produção nacional e biológica. Desta forma evito as embalagens e são o menos transformados possível – se compro embalados e já demolhados, tenho o cuidado de não comprar com conservantes, aromas ou outros produtos adicionados.
– enrolamos as salsichas sobre si mesmas, não sendo necessária a película aderente – plástico.

Preservamos o valor nutricional de todos os os ingredientes:
– deixamos os ingredientes pelo tempo mínimo essencial ao lume, para preservar o máximo de valor nutricional de cada ingrediente e máximo de cor e sabor.
– Utilizamos cereais integrais para a confecção das salsichas.
– utilizamos como gordura o azeite virgem extra, prensado a frio, que utilizamos tanto na base da receita, como cru no final e que a dieta mediterrânica tanto defende.

Esta receita é uma nova abordagem das nossas tradicionais salsichas de porco com couve lombada, onde damos vida a salsichas de feijão, e trazemos para a receita mais vegetais. Dando assim uma oportunidade às leguminosas e vegetais, que passam a ser o elemento estrela do nosso prato. E as especiarias ajudam a ativar os sabores remetem para as nossas recordações.

. Receita isenta de:
– Enchidos, carne, cereais, óleos ou açúcares refinados.


Obrigada Maria João pela excelente companhia !
Espero que gostem e aguardo noticias.

Leave a Reply

%d bloggers like this: