Os instrumentos

Nada como nos organizarmos para conseguir ganhar métodos próprios. E tudo começa por por termos nas nossas cozinhas as correctas ferramentas de trabalho. 

Pois só assim vamos poder dar asas à imaginação e preparar rápidamente uma refeição saudável que enche uma mesa e nos deixa felizes no final de cada refeição.

Para nos preparamos para a confecção de um bom Carpaccio, Tártaro ou Ceviche devemos ter os seguintes materiais na nossa cozinha:

Fiambreira / Mandolina: Utilizo para tudo o que precisa de ser cortado uniforme, como por exemplo no caso dos Carpaccios cujas fatias precisam de ser bem finas.

Tábua: Uma tábua pesada e consistente, que não saia do local quando estamos a cortar as peças.

Boas facas: Costumo dizer que ter boas facas numa cozinha é como ter bons sapatos para uma caminhada. É imprescindivel ter uma boa faca para aparar e cortar um bom peixe, ou lombo de carne. Evite cozinhar com facas más ou mal afiadas, vai acabar por estragar as peças e dificultar o trabalho.

Argolas: Estes são aquelas aros de metal que fazem milagres. Se quer montar um tártaro pefeito esta peça não deve faltar na sua cozinha. Existem vários tamanhos, opte pela mais comum, de cerca de 8 cm de diametro.

Descascador: Fundamental para descascar os legumes sem demasiadas perdas de produto. Utilizo por exemplo quando descasco a courgete, o pepino, as cenouras..

Espirilizadora: Traz alegria à minha cozinha e inspira as minhas receitas. Utilizo particularmente para cortar legumes e fruta em esparguete.

Frigideira anti-aderente: Utilizo muito para saltear sementes, cereais e legumes. Esta frigideira é importante para não deixar queimar os ingredientes e cozinhar sem “gordura” extra.

Congelador: Gosto de produtos frescos e sazonais, e muitas vezes não posso ir no proprio dia às compras. Ter um congelador espaçoso ajuda nestas ocasiões, uma vez que me permite trabalhar as peças e congela-las ainda frescas, podendo utiliza-las em qualquer ocasião.

Maçarico: Uma forma rápida e fácil de brasear os alimentos, deixando o interior bem cru e saboroso. Utilizo muito no caso dos tártaros e dos carpaccios, dá-lhes outra “pinta”, sabor e textura.

Moinhos: Os moinhos do sal e da pimenta são peças imprescindiveis na minha cozinha. Utilzo em praticamente todas as minhas receitas, são fundamentais e não sei cozinhar sem eles. Ideais para rectificar temperos.

Frascos: Guardo sempre os frascos de vidro dos iogurtes e das conservas. Gosto de os utilizar noutras ocasiões, para guardar ceviches, sementes braseadas e/ou granolas.

Cerâmicas:
Pratos rasos para os Carpaccios – quanto mais aberto for o prato mais elegante será o resultado. Uma vez que o molho embebe no carpaccio não são necessárias as abas;
Pratos de sopa ou frascos para os Ceviches – neste caso é fundamental que o prato tenha profundidade para que não existam limitações à quatidade do leite de tigre;
Pratos rasos, tijelas ou frascos para os Tártaros – aqui qualquer uma das versões pode funcionar, uma vez que o molho do tártaro está envolvido e não escorre.