A minha despensa

Quando trabalhamos com alimentos crus, a nossa lista de compras deve mudar ligeiramente. Existem “Aqueles” alimentos que temos que ter sempre na nossa despensa.

Por exemplo:
As limas, o limão e as malaguetas são fundamentais para um ceviche.
O ovo, o tabasco e o molho inglês são fundamentais para um Tártaro.
O azeite virgem extra e a cebola roxa são fundamentais para qualquer tipo de “Cru”!!



Veja mais em pormenor o que procuro incluir na minha lista de compras:

. Legumes
Batata doce, cebola roxa, alho, abóbora, rucula, espinafres, alface, betarraba, courgete, pepino, pimentos, tomate, aipo, alho françês, espargos verdes, cenoura, rebentos de soja.

Para quem quer aprender a gostar de legumes, aprenda a saber utilizá-los com criatividade, explorando novas formas e possibilidades de os servir. Já experimentou a espirilizadora?

. Frutas
Limão, lima, abacate, manga, romã, laranja, toranja, kiwi, figos, frutos vermelhos, maracujá, maçã, pera, uva, banana e ananás.

A fruta é para mim o melhor “doce” que a natureza me deu.

. Plantas aromáticas frescas:
Hortelã, coentros, manjericão, cebolinho, malagueta, salsa e aneto (funcho). 

Utilizo muito as plantas aromáticas para condimentar e dar mais sabor a alguns alimentos.

. Especiarias:
Tomilho, oregãos, paprika, pimenta preta, pimenta rosa, etc.

As especiarias são plantas utilizadas para dar cor e realçar o sabor dos alimentos, e aqui a pimenta preta é a minha eleita. Não vivo sem os moinhos do sal e da pimenta na minha cozinha.

. Carne:
Pato e novilho. 

Sempre que possível opto por produtos biológicos, e dou preferência à qualidade em detrimento da quantidade. Para o carpaccio e para o Tartaro, é importante que a peça seja tenra – normalmente opto pela vaca/novilho (com poucos veios/gorduras).

. Peixe / marisco fresco:
Salmão; Atum; Peixe Branco (pampo, peixe espada, corvina, dourada, robalo, linguado, bacalhau); Camarão e polvo.

De elevado valor nutritivo, o peixe dificilmente falha em minha casa, e como garantia opto por congela-lo ainda fresco. Destaco o salmão, pela cor maravilhosa que dá aos meus pratos, mas essencialmente pelo seu tão típico sabor, fresco e “viciante”.

 . Ovos

Sempre que possível, opto por ovos biológicos, de cor mais amarelada e saborosos.

. Frutos secos (oleaginosas):
Nozes, amêndoas, avelãs, pistácios, cajus e milho frito.

. Sementes
Sementes de sésamo (pretas e brancas), sementes de abóbora, sementes de girassol, sementes de papoila, pinhões, quinoa (branca, preta e encarnada).

Utilizo as sementes para intensificar o sabor de algumas das minhas receitas, são um excelente complemento de refeição e muito nutritivas. Crocantes e de sabor intenso apuram o paladar 🙂

. Gorduras
Azeite.

O Azeite Virgem Extra é a base de praticamente todos os meus molhos. Se faltar na minha cozinha é motivo para sair de casa e ir comprá-lo.

. Cereais
Arroz e aveia.

O arroz é uma fonte de energia que consumo com reguaridade.

. Açucares
Mel, puré de maçã, agave.

O mel é o meu adoçante natural de eleição, que me ajuda a evitar os açucares processados.

OUTROS:

 . Temperos:
Tabasco, molho Inglês, molho de soja, mostarda dijon, vinagre de framboesa, vinagre de arroz, vinagre balsâmico, sal grosso, sal fino e flor de sal. 

Utilizo muito o vinagre balsâmico na confecção dos meus molhos, como por exemplo a redução de balsamico que me permite adoçar as receitas – sejam elas doces ou salgadas.

. Conservas:
Tomate seco, alcaparras, azeitonas, cornichons (pepinos em conserva).

Adoro incluir alcaparras em receitas de carne, peixe e fruta. É curioso e difícil de entender para muita gente, mas é um ingrediente de grande versatilidade.

. Leites vegetais
Leite de amêndoa, leite de arroz, leite de coco.

O leite de coco tem vindo a conquistar-me aos poucos. Utilizo-o principalmente quando quero aprimorar a receita e transporta-la para o marvilhoso mundo do agridoce. Uma vez que me traz harmonia ao prato e me ajuda a equilibrar sabores.