Curiosidades Regras na Cozinha

Um Tártaro em 5 passos

Como preparar um Tártaro é um das questões que me colocam com frequência. E na verdade a sua elegância não aparenta facilidade. Mas basta que saiba os passos a cumprir e tudo se torna mais simples.

Para começar o mais importante para um bonito Tártaro é ter consigo um aro de metal para o enformar. O resultado é completamente diferente quando temos os instrumentos certos na nossa cozinha – cozinhar ganha outra dinâmica e alegria. E um Tártaro com PINTA merece um bom aro de metal. Para mim é sem duvida um dos instrumentos a ter sempre na cozinha.

E como escolher o aro de metal adequado?

Existem vários tamanhos, o que permite adequar ao tipo de Tártaro que queremos fazer. Eu utilizo um aro pequeno quando estou a preparar pequenas entradas de Tártaro, um medio ou grande para um Tártaro refeição, e um XL para quando sirvo em versão cocktail, numa tábua cheia de verdes e tostas à volta! Espreitem as minhas tábuas de Tártaro, são sempre muito impactantes quando chegam à mesa.

Caso não tenham para esta vez um aro de metal, não desespere… utilize por exemplo uma taça. mas já sabe, quando passar por uma loja de  instrumentos de cozinha não deixe de espreitar.


E quanto aos principais PASSOS para a preparação de um Tártaro! 

1. Já tem a sua peixaria e talho de confiança?
Esta é a regra numero 1: Criar uma relação de confiança com o seu fornecedor de peixe e/ou carne.

2. É fundamental que o produto seja fresco, livre de espinhas, peles e gorduras não desejadas. Peixe ou Carne: Peça para lhe prepararem os filetes de peixe, e/ou para lhe limparem a peça de carne. Devem ser comprados num Talho ou Peixaria da sua máxima confiança, e dê sempre preferência a produtos provenientes de animais de pasto e/ou selvagens. 

3. Já em casa, e com a ajuda de uma boa faca: Corte a peça em pequenos cubos.

4. Coloque numa taça de inox o peixe ou a carne já em cubos, todos os ingredientes já picados e/ou cortados, os temperos e a gema de ovo (quando necessário). Envolva bem, valide os temperos, equilibre os sabores, e deixe apurar.

5. Enfeite o prato conforme desejar, e ao centro, numa superfície plana, coloque o aro de metal. De seguida verta o Tártaro e pressione com a ajuda dos nós dos dedos ou de uma colher. retire a argola, passe com o moinho do sal e da pimenta e sirva assim mesmo.


Espreite algumas das minhas receitas:

Se gosta de tártaro de Novilho espreite a receita aqui.
Se gosta de peixe, experimente o de salmão, o de atum, o de robalo ou o de bacalhau fresco.
E ainda pode dar uma espreitadela no de camarão.

Estas e muitas outras receitas aqui no blogue ❤️
Ou no meu Livro – Cru. Carpaccios, Tártaros e Ceviches.

8 comentários

Leave a Reply

%d bloggers like this: